sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Associação do Mombaça e comerciantes se reúnem com o comando da Polícia Militar









Na manhã de hoje, a diretoria da Associação dos Moradores dos bairros Mombaça, Mariana e Campo Belo juntamente com alguns moradores e comerciantes estiveram reunidos com o comandante da Polícia Militar capitão Warley Takeo Santos Miyake para tratarem de assuntos referente a segurança dos bairros.
Dentre os assuntos o que mais chamou a atenção foi com relação a iluminação pública precária, área verde abandonada, tais como monte de terra e entulhos e ronda constante.
Segundo o comandante da PM as rondas serão intensificadas nos bairros e também vai colocar a viatura da ronda próximo aos horários da saída da escola.
Já associação de moradores vai enviar a Prefeitura um oficio pedindo a troca das luminárias e também limpezas constante das áreas verdes e que os agentes de trânsito possam dar suporte na entrada e saída da escola dos bairros.
Avaliando a reunião como positiva, a partir de agora a Associação de Moradores, comerciantes e Polícia Militar estarão trabalhando juntos para ainda mais garantir e melhorar a segurança dos moradores.


ALUGA-SE 02 apartamentos direto com o proprietário


Apartamento para aluguel : Edifício Juliana , próximo ao pão de açúcar , Prefeitura, rodoviária com 02 dormitórios, sendo um deles com sacada, WC, cozinha , sala com sacada, área de serviço , garagem.

Apartamento para aluguel: Edifício Vila Itália , próximo a Padaria Panne  Doro com 02 dormitórios, WC, cozinha,, área de serviço , sala com sacada, garagem .


Tratar todos pelos telefones:    : 36422984/997465045.

Capela do Santana corre risco de ser demolida



A Capela Histórica do Santana que foi construída por volta de 1879 está correndo o risco de ser demolida pela Comissão de Obra da Nova Igreja alegando que precisam utilizar o espaço para outros fins. Ao lado da Capela já foi construída uma nova igreja, porém a população é contra a demolição da Capela.
A população que conhece a história da Capela está lutando para que a demolição não aconteça, por causa da importância da memória histórica e afetiva do bairro. A Capela já é tombada pela lei municipal n°4.619/07 em razão de seu valor histórico para cidade.
Diversos órgãos da cidade estão desatentos com o caso da demolição da igreja, porém o Ministério Público entrou com uma ação civil pública de n°4000306-70.2013.8.26.0445 onde pede providências da Prefeitura para promover as reformas necessárias, a completa restauração e manutenção da Igreja do Santana, por se tratar de um imóvel tombado.
Mesmo com a determinação do Ministério Público a Capela se encontra abandonada e sendo utilizada como depósito da nova igreja. Uma das determinações do MP é que a Prefeitura e a Diocese paguem uma multa diária por não cumprimento da preservação da Capela. 
A própria Diocese, embora tenha aprovado em 2010 a restauração da Capela, em um documento deste ano se diz a favor da demolição alegando que desconsidera seu valor histórico.   
Em 2008 o Conselho Federal Gestor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos aprovou uma verba de R$ 254.681,86 para restauração da Capela do Santana, mas a Prefeitura em 2010 perdeu a verba por demora na execução da licitação.
A população é contra a demolição da Capela por acreditar no seu valor histórico e afetivo, e acreditam que precisa acontecer a restauração do monumento e que a Prefeitura preserve este Patrimônio Histórico Cultural de Pindamonhangaba.  


Sindicato Rural de Pinda é convidado para participar de Audiência Pública

O Sindicato Rural de Pindamonhangaba recebeu um convite do deputado Barros Munhoz para participar de uma Audiência Pública no dia 25 de novembro, às 10 horas, no auditório Paulo Kobayashi da Assembleia Legislativa de São Paulo. Na ocasião acontecerá uma discussão do Projeto de Lei 219/2014 que trata do Programa de Regularização Ambiental no estado.

Sincomércio garante ruas abertas no centro no mês de dezembro



O Sincomércio Pinda, mais uma vez, defendendo os interesses da categoria, solicitou à Prefeitura que no mês de dezembro mantenha as ruas do centro liberadas para fluxo de veículos, fazendo com que as vendas não sejam prejudicadas.
Em reunião no último dia 20 na sede do Departamento de Trânsito, onde estavam presentes: o diretor de Trânsito ten. Henrique, o comandante da PM cap. Warley, o presidente do Sincomércio Pinda Antônio Cozzi e outras entidades, ficou definido, de comum acordo, que o melhor para a cidade será manter as ruas abertas para circulação de veículos em todo o mês de dezembro e que em caso de extrema necessidade a PM e o Deptran decidirão, em conjunto, pelo fechamento das vias, o que só ocorrerá a partir das 20h.
“Agradou a todos os envolvidos nesse processo pela excelente condução da reunião, bem como o resultado obtido, que é muito positivo para o comércio”, disse o presidente do Sincomércio Antônio Cozzi.


Furto de celular acaba em constrangimento de funcionários da Prefeitura



Dentro da realização da Campanha Novembro Azul, ontem uma equipe de enfermeiras esteve na Secretaria de Obras efetuando coleta de sangue para averiguar se algum funcionário tem índice de câncer de próstata, a campanha é aplausível, mas o primeiro erro foi colher sangue dentro do refeitório e o segundo foi as enfermeiras deixarem seus celulares expostos no balcão ao invés de deixarem guardados na bolsa ou no bolso.
O pior que pelo local mais de 200 funcionários passaram, e no final uma das enfermeiras deu por falta de seu celular que acabou chamando a policia e ainda levou três funcionários para delegacia que foram revistado e comprovado que eles não estavam com o celular da vitima, dentro deste ato de constrangimento e sem encontrar nada com eles foram ouvidos e liberados.

Aqui fica as perguntas o local não tem câmera de monitoramento, não teria que investigar todos os funcionários que passaram pelo local, ou na Prefeitura tudo acontece igual ao caso da cadeira, abre um boletim de ocorrência acusa o funcionário, mas o objeto estava no local onde supostamente teria sumido?   

Servidores Públicos participam de reunião na Câmara de Vereadores




Servidores Públicos da Prefeitura de Pindamonhangaba participarão hoje, às 17h30, na Câmara de Vereadores de uma reunião visando reivindicar os seus direitos por categoria e discutir a respeito do projeto de Lei nº 169/2014 para reestruturação da Prefeitura e os empregos de provimento em comissão e as funções de confiança constantes do quadro de empregos e funções, esta proposta de lei precisa primeiramente ser aprovada pela Câmara de Vereadores para entrar em vigor.
A Lei desenvolvida pela Prefeitura tem alguns pontos que os funcionários não estão aceitando e acham que elas são incoerentes principalmente no caso da diminuição da carga horária dos procuradores municipais (advogado).

Todos os secretários da Prefeitura, vereadores e membros do Sindicato foram convidados para participarem da reunião juntamente com os funcionários e discutir o processo para ver se entram em um consenso.